Aquarismo: muito mais que um simples hobby

aquarismo
Foto: Andrey Nikitin/isTockphoto.com
Meio aquático também exerce importante papel de educação, conservação e pesquisa 

Aquários públicos são atrações muito comuns ao redor do mundo, pois nos apresentam uma realidade bem diferente do que a maioria das pessoas estão acostumadas a ver no dia a dia. O meio aquático atrai a atenção de adultos e crianças pela grande variedade de animais, que vão de belos a muito estranhos, com comportamentos e hábitos curiosos. aquarismo

Além de proporcionar momentos de descontração, os aquários são responsáveis pela conservação das espécies e conscientização dos visitantes sobre a importância da preservação da fauna e da flora aquáticas. O famoso oceanógrafo francês Jacques Cousteau já dizia: “Só se preserva aquilo que se conhece”.

A aquicultura ornamental, que é a produção de organismos aquáticos ornamentais – entre eles os peixes –, que em grande parte fornece animais para os aquários, remete à  total sustentabilidade do segmento, nos sentidos ambiental, social e econômico, inclusive sendo apontada como uma tendência mundial para a educação ambiental pela Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO). 

Aquarismo são importantes instrumentos de educação, conservação e pesquisa. No Japão, desde o século passado, já se utilizam aquários para sensibilizar as crianças sobre o cuidado para com o ambiente natural, desenvolvendo nelas uma maior consciência ambiental sustentável.

Foto: vojce/isTockphoto.com

Aquários no Brasil

No Brasil, bem recentemente, os aquários vêm sendo usados como ferramenta para sensibilizar as pessoas, mantê-las calmas, em estado de alívio e distração, principalmente hoje, em tempos de pandemia. Também podem motivar alunos durante o processo de ensino e aprendizagem, aumentando seu conhecimento e contribuindo para a dinâmica de ambientes com as ações humanas – existem, inclusive, dezenas de estudos que comprovam os benefícios dos aquários para a educação. 

Diversos trabalhos científicos também podem ser realizados em aquários com objetivos dos mais variados ou simplesmente para conhecer melhor as espécies aquáticas, entre as quais há muitas que estão sendo reproduzidas em cativeiro, onde, graças à aquariofilia (criação de animais em aquários), muitas espécies foram salvas da extinção.

Os recifes de corais enfrentam desafios crescentes, incluindo a acidificação dos oceanos, o aumento  da temperatura da água, a poluição e a exploração excessiva. A apresentação de habitats e habitantes de recifes de corais é importante para a educação pública sobre esses desafios.


Por:

Ivan Oliveira

Com mais de 25 anos de experiência no mercado de aquarismo, é proprietário da Aquariomania, atacado de peixes, produtos para aquariofilia e e-commerce 

(www.aquariomania.shop), de Fortaleza, sócio-proprietário da Piscicultura Tanganyika no setor de peixes e corais marinhos e vice-presidente da Associação Brasileira de Lojas de Aquariofilia (ABLA)


Clique aqui e adquira já a edição 492 da Cães & Cia!


Aquarismo

Links importantes:

Quer anunciar na revista: conheça os formatos aqui
Leia alguns destaques da edição atual aqui
Conheça todas as publicações da Editora Top Co aqui
Para comprar a edição atual ou anteriores, acesse
Assine por 2 anos e leve 10 exemplares de revista + 2 Anuários de raças, acesse