Consultório: Cão sozinho em apartamento.

Foto StockSnap

Nunca tive cachorro, mas agora, que vou me casar e morar em apartamento, pretendo ter um. Como meu esposo e eu trabalhamos fora, espero ter um cão adequado para espaço pequeno e para ficar bem sozinho durante o dia. Pensei no Basset Hound e no Yorkshire Terrier. Qual a melhor opção?


Dessas duas raças, com certeza a melhor opção é o Yorkshire Terrier. Isso porque o Basset Hound, apesar das pernas curtas, tem porte médio e temperamento forte. Como cão de caça farejador, dispõe de muito mais energia para gastar, sendo maior a dificuldade para adaptá-lo a espaços pequenos. Outros cães de pequeno porte que poderiam se encaixar bem no seu novo estilo de vida são o Maltês, o Shih Tzu e o Dachshund, o famoso salsichinha. Tenha em mente que o cão, mesmo de pequeno porte como o Yorkie, precisa ver movimento, ouvir sons e sentir cheiros
variados para não se tornar estressado e entediado e para se adaptar melhor a ficar sozinho. É também importante que ele queira descansar no período de solidão. Por isso, independentemente do tamanho do cão, antes de deixá-lo sozinho é melhor ir à rua com ele (30 minutos de caminhada intensa bastam para exemplares de pequeno porte). Se estiver chovendo, uma alternativa é praticar pelo menos 20 minutos de brincadeiras que o façam correr, como de pegar bolinha. Para proporcionar algum entretenimento no período de
solidão, em vez de colocar a comida em potinho, alterne brinquedos dispensadores de alimentos, que liberam grãos conforme o animal os movimenta.
É melhor não deixar o cão sozinho por mais de 6 horas, pois depois desse período é mais difícil que ele se mantenha tranquilo, dormindo
ou comendo, e, portanto, aumenta a probabilidade deele ficar entediado e estressado e de procurar o que fazer. Poderá destruir móveis, latir em excesso e apresentar outros problemas comportamentais bastante comuns.
Ao voltar do trabalho, é preciso estimular e cansar o cão de novo, já que passou por um dia monótono e repousou muito, e convém
que queira dormir à noite. Para tanto, é feita mais uma caminhada intensa por pelo menos meia hora. Além disso, como enquanto
estava sozinho o cão não aprendeu nada – apenas esperou a volta de vocês, sempre que estiverem em casa dêem atenção, carinho
e educação para ele, de modo que aprenda a interagir com vocês e a se comportar adequadamente.

Colaboração de Daniela Prado, adestradora especializada em comportamento animal, da Lord Cão, no Rio de Janeiro (www.lordcao.com)


Clique aqui e adquira já a edição 491 da Cães & Cia!